Lista Vermelha de Aves Ameaçadas de Extinção no Estado do Paraná
Revisão 2018

As listas de espécies ameaçadas de extinção são instrumentos de grande importância para a conservação da biodiversidade, pois tem relação direta com as ações promovidas para a proteção legal dos recursos naturais. São também valiosos instrumentos para educação ambiental pois alertam a população quanto as possibilidades de desaparecimento de muitos organismos, caso não tomadas de modo imediato as devidas precauções.


Histórico Nacional: A publicação da primeira lista brasileira de fauna ameaçada de extinção é caracterizada pela Portaria IBDF no 3.481/1973, na qual 86 táxons de animais eram considerados ameaçados no país, sendo que as aves já eram a parcela predominante. Em 2014, ano em que a mais recente lista nacional de espécies ameaçadas foi publicada, o Ministério do Meio Ambiente, através da Portaria no 43/2014, determinou que todas as novas listas elaboradas no país devem obedecer a padrões internacionais para avaliação, bem como passar por verificação geral a cada cinco anos.

Histórico Estadual:
Com uma iniciativa pioneira no país, em 1995 o Paraná foi a primeira unidade federativa a elencar a situação da fauna estadual, apresentando as que se encontravam sob risco de desaparecer na região. A publicação da primeira lista de espécies da fauna ameaçada de extinção foi oficializada pelo governo do Estado do Paraná através da Lei n° 11.967/1995, e baseada na obra “Lista Vermelha de Animais Ameaçados de Extinção no Estado do Paraná”. Nesta ocasião foram listadas 117 espécies de aves, cada uma categorizada com critérios próprios.

Em 2004 esse trabalho foi revisado, agora adotando critérios internacionais definidos pela International Union for the Conservation of Nature (IUCN), resultando na publicação do Decreto Estadual n° 3.148/2004 (Anexo II) e na edição do “Livro Vermelho da Fauna Ameaçada no Estado do Paraná”, no qual 169 espécies de aves foram listadas como ameaçadas. 

A Iniciativa: Com um termo de convênio celebrado no início de 2018 o Parque das Aves, a Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Governo do Estado do Paraná e o Instituto Ambiental do Paraná, estabeleceram a iniciativa de proceder uma nova revisão da lista regional, selecionando o grupo temático das Aves, e tendo como empresa executora a Hori Consultoria Ambiental.

Justificativa: Dentre os motivos pelos quais esta ação se justifica, destaca-se a necessidade de uma avaliação atualizada das espécies que se encontram sob risco, por meio de um exame contemporâneo de suas populações. Afinal, sabe-se que as listas de espécies ameaçadas no âmbito global e nacional, preparadas pela IUCN e pelo Ministério do Meio Ambiente respectivamente, não abrigam grande parte da avifauna que se encontra em risco no contexto estadual.

Como o trabalho será desenvolvido: Para a revisão serão considerados novamente os critérios da IUCN, buscando responder à pergunta:

Qual a probabilidade de cada espécie tornar-se extinta em um futuro próximo, considerando o conhecimento atual das tendências populacionais, da distribuição e das ameaças recentes, atuais ou projetadas?

Para uma análise cuidadosa, na qual serão avaliadas todas as aves até então registradas no estado do Paraná, serão implementadas diversas inovações, salientando-se os conceitos de ciência participativa, na qual há contribuição espontânea e independente da comunidade. Ao convidar especialistas e o público em geral, através da Consulta Pública virtual disponibilizada neste site, ressalta-se a transparência necessária no processo, além de priorizar conceitos de ciência cidadã.

Contamos com a participação ativa e enriquecedora das pessoas comprometidas com a conservação da biodiversidade, em particular, da rica e emblemática avifauna paranaense.

Agradecemos pela colaboração!